Topo
Reinaldo Azevedo

Reinaldo Azevedo

OS TRAPALHÕES 1: Eis no horizonte fantasma da derrota da Previdência na CCJ

Reinaldo Azevedo

2016-04-20T19:08:38

16/04/2019 08h38

Nunca se viu nada parecido nos primeiros dias de governo. Presidentes recém-eleitos chegam, afinal de contas, carregados por milhões de votos, com apoio popular, com força. Mas não é assim com Jair Bolsonaro. Há mais: essa turma que aí está desenvolveu a notável habilidade de transformar derrota em vitória, o que é também inédito. Acha que, se declarar vitória mesmo quando perde, então ganha. É mais ou menos como um time de futebol que, ao se perceber vencido em campo, decidisse se bandear para o outro lado, deixando vazio o território que originalmente lhe caberia. Foi o que se viu com mais uma derrota acachapante sofrida pelo Palácio do Planalto, desta vez na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara — a mesma que, em alguns dias, vai votar o relatório do deputado Marcelo Freitas (PSL-MG), que defende a constitucionalidade do texto apresentado pelo governo. São 66 os membros da CCJ. No cenário otimista, o governo admite que a vitória será apertada. Mas o sinal amarelo transita para o vermelho. Já há quem tema uma derrota do relatório de Freitas na CCJ, o que seria catastrófico. Por que é assim?
Continua aqui

 

Sobre o autor

Reinaldo Azevedo, jornalista, é colunista da Folha e âncora do programa "O É da Coisa", na BandNews FM. É autor de "Contra o Consenso", "O País dos Petralhas I e II", "Máximas de um País Mínimo" e "Objeções de um Rotweiler Amoroso".

Sobre o blog

O "Blog do Reinaldo Azevedo" trata principalmente de política; envereda, quando necessário — e frequentemente é necessário —, pela economia e por temas que dizem respeito à cultura e aos costumes. É uma das páginas pessoais mais longevas do país: vai completar 13 anos no dia 24 de junho.

Mais Reinaldo Azevedo