Topo
Reinaldo Azevedo

Reinaldo Azevedo

BAGUNÇA 1: Perigo! Governo não trabalha. Reforma empaca na CCJ; Bolsa cai

Reinaldo Azevedo

2017-04-20T19:22:27

17/04/2019 22h27

Conforme o previsto, antevisto, antecipado e outras palavras do paradigma, a votação do texto da Previdência na Comissão de Constituição e Justiça ficou para depois da Páscoa. Mas votação exatamente de qual texto? Muitos imaginavam que ao menos isto estivesse definido na semana passada: a comissão aprova o parecer do relator, Delegado Marcelo Freitas (PSL-MG), como está — e ele é favorável à admissibilidade do texto na íntegra —, e as mudanças ficam para a Comissão Especial.  A semana na comissão acabou com outra perspectiva. Como se diz por aí: a coisa embaçou! Hoje, o mais provável é que o texto seja desidratado já na CCJ, conforme se havia antecipado aqui. Até o sempre otimista Rogério Marinho, secretário da Previdência, acha que será assim. O dólar subiu 1,1%, a R$ 3,934. O índice Bovespa caiu 1,11%, a 93.284 pontos. Acho que, mais uma vez, operadores de mercado estão descobrindo que milagre não existe — não, ao menos, em política. As matérias de fé ficam para outras searas. Em política, vale a máxima de Marco Maciel, interpretando Conselheiro Acácio, personagem de Eça de Queirós: "As consequências vêm sempre depois". Se não há quem faça articulação política, a articulação não acontece. Se não acontece, o resultado surge como consequência. Tautológico? De uma obviedade ululante? Assim são as coisas.
Continua aqui

Sobre o autor

Reinaldo Azevedo, jornalista, é colunista da Folha e âncora do programa "O É da Coisa", na BandNews FM. É autor de "Contra o Consenso", "O País dos Petralhas I e II", "Máximas de um País Mínimo" e "Objeções de um Rotweiler Amoroso".

Sobre o blog

O "Blog do Reinaldo Azevedo" trata principalmente de política; envereda, quando necessário — e frequentemente é necessário —, pela economia e por temas que dizem respeito à cultura e aos costumes. É uma das páginas pessoais mais longevas do país: vai completar 13 anos no dia 24 de junho.

Mais Reinaldo Azevedo