Topo
Reinaldo Azevedo

Reinaldo Azevedo

BAGUNÇA 5: Desarticulação política pode prejudicar reforma administrativa

Reinaldo Azevedo

2017-04-20T19:21:29

17/04/2019 21h29

Querem ver? A reforma administrativa de Bolsonaro, que resultou nos 22 ministérios, está sintetizada numa Medida Provisória, que trouxe alguns exotismos: transferir, por exemplo, o Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) da Fazenda (hoje Economia) para o Ministério da Justiça, e a Funai, da Justiça para o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos. Muito bem: a validade do texto expira no dia 3 de junho. Se a MP não for aprovada até essa data, tudo teria de voltar a ser como antes — o que implicaria o caos. O texto do governo já sofreu nada menos de 540 emendas — e, por óbvio, não só da oposição. "Mas essa batalha é assim tão importante, Reinaldo?" É, sim, quando está em pauta a reforma da Previdência e quando um outro assunto surge no horizonte, com capacidade de mobilizar o Congresso: a nova política para o salário mínimo. O governo quer eliminar a prática em vigor do aumento real, acima da inflação. O coquetel de dificuldades é gigantesco. E, até agora, a interlocução do Planalto no Parlamento brasileiro é a pior desde a redemocratização. Mas Onyx Lorenzoni diz que está tudo bem. Cumpre não acreditar.

Sobre o autor

Reinaldo Azevedo, jornalista, é colunista da Folha e âncora do programa "O É da Coisa", na BandNews FM. É autor de "Contra o Consenso", "O País dos Petralhas I e II", "Máximas de um País Mínimo" e "Objeções de um Rotweiler Amoroso".

Sobre o blog

O "Blog do Reinaldo Azevedo" trata principalmente de política; envereda, quando necessário — e frequentemente é necessário —, pela economia e por temas que dizem respeito à cultura e aos costumes. É uma das páginas pessoais mais longevas do país: vai completar 13 anos no dia 24 de junho.

Mais Reinaldo Azevedo