Topo
Reinaldo Azevedo

Reinaldo Azevedo

BOLSONARO DEMITE MORO 2: Ascensão fulminante de juízes que condenaram Lula

Reinaldo Azevedo

2013-05-20T19:07:33

13/05/2019 07h33

Sergio Moro: nunca antes na história deste país, um ministro tinha sido demitido com um ano e meio de antecedência

Em entrevista a Milton Neves, na rádio Bandeirantes, Bolsonaro afirmou que indicará Sérgio Moro para a próxima vaga a ser aberta no Supremo, em novembro do ano que vem. Se substituído por Moro, sai Celso de Mello, o homem que é uma verdadeira enciclopédia em matéria de jurisprudência, e entra em seu lugar um ex-juiz muito competente em criar a fama de que é competente. À frente do Ministério da Justiça, com menos de cinco meses de exposição, seu despreparo técnico se tornou evidente. Disse o presidente:
"Eu fiz um compromisso com ele [Moro], porque ele abriu mão de 22 anos de magistratura. Eu falei: 'A primeira vaga que tiver lá [no STF] está à sua disposição'. A primeira vaga que tiver, eu tenho esse compromisso com Moro, e se Deus quiser nós cumpriremos esse compromisso. Acho que a nação toda vai aplaudir um homem desse perfil lá dentro do STF".

É evidente que o homem que condenou Lula e que promoveu o esparramo que promoveu na política não poderia ter aceitado essa troca. Se você tem dúvidas sobre a moralidade da operação, faça de conta que Bolsonaro é Lula e que a negociação foi feita com o juiz que tirou da disputa o principal opositor do petista.

Que coincidência! Assistimos à ascensão meteórica de juízes ligados à condenação e à prisão de Lula.
Continua aqui

Sobre o autor

Reinaldo Azevedo, jornalista, é colunista da Folha e âncora do programa "O É da Coisa", na BandNews FM. É autor de "Contra o Consenso", "O País dos Petralhas I e II", "Máximas de um País Mínimo" e "Objeções de um Rotweiler Amoroso".

Sobre o blog

O "Blog do Reinaldo Azevedo" trata principalmente de política; envereda, quando necessário — e frequentemente é necessário —, pela economia e por temas que dizem respeito à cultura e aos costumes. É uma das páginas pessoais mais longevas do país: vai completar 13 anos no dia 24 de junho.

Mais Reinaldo Azevedo