Topo
Reinaldo Azevedo

Reinaldo Azevedo

JAIR JÁ FOI 2: Demissão de Levy, truculência gratuita e BNDES politizado

Reinaldo Azevedo

2017-06-20T19:08:15

17/06/2019 08h15

Joaquim Levy: truculência de Bolsonaro e de Paulo Guedes com ex-presidente do BNDES é assombrosa

Joaquim Levy pediu demissão neste domingo. Não tinha como ficar. No sábado, dia 15, com a elegância habitual, afirmou Bolsonaro sobre o então presidente do BNDES: "Eu já estou por aqui com o Levy. Falei pra ele demitir esse cara na segunda-feira ou eu demito você, sem passar pelo Paulo Guedes". O tal "cara", no caso, é Marcos Barbosa Pinto, que foi assessor do banco na gestão petista e fora indicado para assumir a diretoria de Mercado de Capitais. A exemplo de Levy, é um nome considerado técnico e tido como profissional de alta reputação pelo mercado. E daí? Bolsonaro acha que ele não tem, vamos dizer, o viés ideológico necessário para a função. O próprio Paulo Guedes deixou a fritura de Levy correr solta e também atacou o presidente do BNDES no próprio sábado. Razão do descontentamento? O ministro da Economia exige que uma tal "caixa preta" da instituição seja aberta, com a exibição de supostos escândalos da era petista. Levy cometeu o erro de querer trabalhar a sério. Guedes cobrava maior velocidade na venda de participação do banco em empreendimentos privados e quer a devolução ao Tesouro, neste ano, de R$ 126 bilhões, meta com a qual o agora ex-presidente do BNDES não havia se comprometido. Ainda no sábado, o sempre gentil Bolsonaro disparou: "Essa pessoa, o Levy, já vem há algum tempo não sendo aquilo que foi combinado e aquilo que ele conhece a meu respeito. Ele está com a cabeça a prêmio já há algum tempo". A expressão "cabeça a prêmio" pode ficar bem na boca de caçador de recompensa, capitão do mato ou miliciano. Na de um presidente da República, nunca! Não sei quem assume o lugar de Levy. Será certamente pior do que ele.
Continua aqui

 

Sobre o autor

Reinaldo Azevedo, jornalista, é colunista da Folha e âncora do programa "O É da Coisa", na BandNews FM. É autor de "Contra o Consenso", "O País dos Petralhas I e II", "Máximas de um País Mínimo" e "Objeções de um Rotweiler Amoroso".

Sobre o blog

O "Blog do Reinaldo Azevedo" trata principalmente de política; envereda, quando necessário — e frequentemente é necessário —, pela economia e por temas que dizem respeito à cultura e aos costumes. É uma das páginas pessoais mais longevas do país: vai completar 13 anos no dia 24 de junho.

Mais Reinaldo Azevedo