Topo
Reinaldo Azevedo

Reinaldo Azevedo

Moro vira um pato manco: agora Bolsonaro lhe dá prestígio, não o contrário

Reinaldo Azevedo

2007-07-20T19:06:23

07/07/2019 06h23

A pesquisa Datafolha indica também que Sergio Moro, que pretendia ser o garantidor de Jair Bolsonaro, caminha para ser seu dependente.

Sim, a aprovação à Lava Jato ainda é grande. Afinal, a operação é identificada com o combate à corrupção, transformada no principal problema do país. Embora seja um mal de extrema gravidade, trata-se de uma mentira. Mas a maioria dos brasileiros, com uma grande colaboração da imprensa, deixou-se arrastar por essa farsa.

Ainda têm como ótimo ou bom o trabalho da força-tarefa 55% dos ouvidos — contra 61% em abril. Os que o consideram regular saltaram de 18% para 24%, e se mantêm em 18% os que o avaliam com ruim ou péssimo. A turma ainda tem um pouco de gordura para queimar.

Entre os que acham o governo Bolsonaro ótimo ou bom, 81% defendem que Moro fique no cargo. Nesse grupo, só 33% pensam que as decisões do ex-juiz devem ser revistas — são 57% no conjunto dos brasileiros. O índice salta para 88% na parcela que vê a gestão como ruim ou péssima. E é de expressivos 62% entre os que dizem ser o governo regular. Para 87% dos que se identificam com o PSL, as decisões de Moro foram adequadas; para 82% dos petistas, inadequadas.

Quem diria! Seis meses depois de assumir como uma espécie de fachada a conferir prestígio ao governo Bolsonaro, Moro se torna um pato manco a depender da vontade e do prestígio do presidente para se segurar no cargo.

Sobre o autor

Reinaldo Azevedo, jornalista, é colunista da Folha e âncora do programa "O É da Coisa", na BandNews FM. É autor de "Contra o Consenso", "O País dos Petralhas I e II", "Máximas de um País Mínimo" e "Objeções de um Rotweiler Amoroso".

Sobre o blog

O "Blog do Reinaldo Azevedo" trata principalmente de política; envereda, quando necessário — e frequentemente é necessário —, pela economia e por temas que dizem respeito à cultura e aos costumes. É uma das páginas pessoais mais longevas do país: vai completar 13 anos no dia 24 de junho.

Mais Reinaldo Azevedo