Topo
Reinaldo Azevedo

Reinaldo Azevedo

Investigação sobre vazamento de delação da Odebrecht está empacada

Reinaldo Azevedo

2009-07-20T19:17:35

09/07/2019 17h35

A Polícia Federal informou na semana passada ao ministro Edson Fachin, do STF (Supremo Tribunal Federal), que apenas dois ofícios burocráticos foram expedidos até agora no inquérito aberto há nove meses para investigar o vazamento de informações da delação da Odebrecht na Venezuela. Não houve diligências nem oitiva de testemunhas.

O vazamento foi ilegal e colocou em risco delatores e advogados naquele país.

No Brasil, as informações eram de conhecimento de poucas autoridades, como os procuradores da Lava Jato e o juiz Sergio Moro.

Em 2017, quando os dados sigilosos vieram a público, a Odebrecht apresentou notícia-crime a Fachin —que passou o caso à PGR (Procuradoria-Geral da República).

Nada andou e, em março deste ano, a Odebrecht voltou a provocar o Supremo.

A procuradora-geral, Raquel Dodge, informou então a Fachin que um inquérito sigiloso foi aberto em 2018 para investigar o caso.

Já a PF, também questionada, disse a Fachin que, até agora, dois ofícios foram despachados —um ao STF e outro à PGR—para comunicar que a investigação havia começado. E nada mais.(…)

Leia a íntegra da coluna da Mônica Bergamo na Folha.

Sobre o autor

Reinaldo Azevedo, jornalista, é colunista da Folha e âncora do programa "O É da Coisa", na BandNews FM. É autor de "Contra o Consenso", "O País dos Petralhas I e II", "Máximas de um País Mínimo" e "Objeções de um Rotweiler Amoroso".

Sobre o blog

O "Blog do Reinaldo Azevedo" trata principalmente de política; envereda, quando necessário — e frequentemente é necessário —, pela economia e por temas que dizem respeito à cultura e aos costumes. É uma das páginas pessoais mais longevas do país: vai completar 13 anos no dia 24 de junho.

Mais Reinaldo Azevedo