Topo
Reinaldo Azevedo

Reinaldo Azevedo

É TUDO VERDADE: Deiró confirma orçamento, não trabalho; vídeo segue roteiro

Reinaldo Azevedo

15/07/2019 22h28


Está na hora de Deltan Dallagnol e sua turma — a Lava Jato como um todo — procurar uma saída melhor do que as repetitivas notas em que não reconhecem a autenticidade etc. e tal. Sim, procuradores gozam de autonomia, mas a força-tarefa é uma fração do Ministério Público Federal. Creio que a Procuradoria-Geral da República já não pode mais se calar. Este post é especialmente importante porque:

– a produtora Deiró confirma o envio do orçamento que aparece reproduzido neste blog e que integra o conjunto de mensagens trocadas entre Deltan Dallagol e Sergio Moro. A empresa, no entanto, diz não ter participado da feitura do vídeo; o acordo não prosperou;
– o vídeo, no entanto, foi feito.

Os procuradores e agora ministro Sergio Moro insistem em pôr em dúvida a autenticidade das mensagens, sem, no entanto, dizer que seu conteúdo é mentiroso.

Eu e Leandro Demori, do site "The Intercept Brasil", que escrevemos as reportagens, trazemos à luz a informação de que Deltan Dallagnol pediu recursos sob os cuidados da 13ª Vara Federal de Curitiba para concluir o vídeo e de que Sergio Moro concordou em cedê-los. Se a liberação foi feita ou não, isso é irrelevante até este ponto da apuração. O pedido e a concordância são de extrema gravidade.

Mais: não fica claro de onde sairia o dinheiro. Segundo Deltan, seriam "valores mais antigos, se ainda estiverem disponíveis". Quais valores? Como Deltan conhecia as contas da 13ª Vara Federal de Curitiba?

Convenham: a coisa fica com cara de dinheiro guardado de modo clandestino, embora ele só possa ter duas origens: ou sai do orçamento da Vara, o que não parece, ou de depósitos judiciais e multas. Uma investigação nada corriqueira teria de ser feita.

Uma coisa é certa. O vídeo foi feito. Segue abaixo. Comparem com o roteiro publicado. É rigorosamente o mesmo.

O ROTEIRO
TRANSCRIÇÃO DO ROTEIRO

Dez Medidas Contra a Corrupção

Roteiro 30″
"Engravatado"

Cena de madrugada, numa casa de família de classe média. O silêncio deixa claro que a família está dormindo. O trinco da porta da cozinha se mexe e um homem de terno e gravata entra na casa.

Ele mexe na geladeira e começa a jogar fora toda a comida da família. Ouvimos a locução em off:
– A corrupção atinge a sua vida de tantas formas que você nem percebe,

Se dirige ao banheiro e pega vários frascos de remédios, jogando-os fora também. Corta para imagem do casal, que dorme sem perceber nada.
– desviando recursos que deveriam ir para a saúde,

O homem entra no quarto das crianças, que dormem quietas. Ele pega os livros nas mochilas delas e rabisca todos eles, rasgando as páginas também.
– para a educação

Ele segue para o quarto do casal, que continua dormindo. Antes de entrar, engatilha um revolver.
– ou para a segurança.

O homem entra, a porta do quarto se fecha e a tela fica escura.
– É hora de acordar.

Na tela preta entra o lettering: 10 Medidas Contra a Corrupção.
– Ajude a campanha 10 Medidas Contra a Corrupção a virar lei.

Telas de assinatura com logo e site: www.combateacorrupcao.mpf.mp.br/10-medidas
– Acesse o site, conheça as medidas e assine o projeto que pode acabar com a corrupção no país.

Fica apenas a marca do projeto:
– Não desista do Brasil.

A Deiró diz que o roteiro não é seu.

CONCLUO
Vai ver eu e Leandro Demori inventamos o roteiro de um vídeo que efetivamente existe e também tiramos da nossa cabeça o orçamento que a empresa confirma ter enviado.

Que fique claro: a empresa presta serviços a quem paga. Ainda que se proponha a fazer a preço de custo, isso poderia indicar não mais do que simpatia por uma força-tarefa que só parecia querer o bem da humanidade.

Ou não era apresentada e tratada desse modo pela própria imprensa?

De todo modo, a Deiró afirma que não fez o vídeo. Mas enviou o orçamento.

Hora de buscar uma desculpa nova, rapaziada da Lava Jato.

 

Sobre o autor

Reinaldo Azevedo, jornalista, é colunista da Folha e âncora do programa "O É da Coisa", na BandNews FM. É autor de "Contra o Consenso", "O País dos Petralhas I e II", "Máximas de um País Mínimo" e "Objeções de um Rotweiler Amoroso".

Sobre o blog

O "Blog do Reinaldo Azevedo" trata principalmente de política; envereda, quando necessário — e frequentemente é necessário —, pela economia e por temas que dizem respeito à cultura e aos costumes. É uma das páginas pessoais mais longevas do país: vai completar 13 anos no dia 24 de junho.

Mais Reinaldo Azevedo