Topo
Reinaldo Azevedo

Reinaldo Azevedo

Erro da polícia adiou inclusão de condomínio de Bolsonaro no caso Marielle

Reinaldo Azevedo

07/11/2019 12h10

O delegado Giniton Lages reconheceu em depoimento à Justiça que a investigação do assassinato da vereadora Marielle Franco(PSOL) e do motorista Anderson Gomes teve falhas que atrasaram a identificação dos acusados do crime.

Os erros ocorreram na coleta e análise de imagens a fim de identificar o trajeto feito pelo Cobalt usado pelos assassinos.

Isso impediu, inclusive, que a polícia pudesse determinar se o veículo saiu ou não do condomínio Vivendas da Barra, onde morava o policial militar aposentado Ronnie Lessa, acusado de ser o executor do crime.

No local também vivia, à época, o presidente Jair Bolsonaro, antes de se mudar para o Palácio da Alvorada.

O presidente foi mencionado no caso apenas no mês passado, quando um porteiro do condomínio afirmou que Bolsonaro autorizou a entrada do ex-policial militar Élcio de Queiroz (acusado de ser o motorista do carro usado no homicídio) no Vivendas da Barra no dia do crime, 14 de março de 2018. (…)

Por Italo Nogueira e Júlia Barbon, na Folha.

 

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre o autor

Reinaldo Azevedo, jornalista, é colunista da Folha e âncora do programa "O É da Coisa", na BandNews FM. É autor de "Contra o Consenso", "O País dos Petralhas I e II", "Máximas de um País Mínimo" e "Objeções de um Rotweiler Amoroso".

Sobre o blog

O "Blog do Reinaldo Azevedo" trata principalmente de política; envereda, quando necessário — e frequentemente é necessário —, pela economia e por temas que dizem respeito à cultura e aos costumes. É uma das páginas pessoais mais longevas do país: vai completar 13 anos no dia 24 de junho.

Reinaldo Azevedo