Topo

Ex-presidente do Paraguai só pode ser preso se perder foro de senador

Reinaldo Azevedo

19/11/2019 13h27

O presidente do Congresso do Paraguai, Blas Llano, afirmou nesta terça-feira, 19, que o ex-presidente Horacio Cartes (2013-2018) conta com foro privilegiado por sua condição de senador vitalício e, portanto, só poderia ser preso se perder esse benefício.

O juiz federal brasileiro Marcelo Bretas ordenou a prisão de Cartes, do governista Partido Colorado, por um caso relacionado à Operação Lava Jato. A Promotoria suspeita que o ex-presidente paraguaio tenha ajudado Darío Messer, conhecido como "o doleiro dos doleiros" e preso em São Paulo em julho, a escapar do Paraguai, onde residia.

Llano, senador pelo opositor Partido Liberal, disse a repórteres que, caso de o mandado de prisão chegue ao Paraguai via Interpol, o Ministério Público deve primeiro solicitar ao Congresso que discuta o fim do foro de Cartes.

A Constituição do Paraguai estabelece que um ex-presidente se torna senador vitalício ao final de seu mandato e não pode ocupar outro cargo.(…)

No Estadão.

Sobre o autor

Reinaldo Azevedo, jornalista, é colunista da Folha e âncora do programa "O É da Coisa", na BandNews FM. É autor de "Contra o Consenso", "O País dos Petralhas I e II", "Máximas de um País Mínimo" e "Objeções de um Rotweiler Amoroso".

Sobre o blog

O "Blog do Reinaldo Azevedo" trata principalmente de política; envereda, quando necessário — e frequentemente é necessário —, pela economia e por temas que dizem respeito à cultura e aos costumes. É uma das páginas pessoais mais longevas do país: vai completar 13 anos no dia 24 de junho.

Reinaldo Azevedo