Topo

Paraisópolis: divergências em depoimentos de PMs trazem dúvidas

Reinaldo Azevedo

03/12/2019 12h18

Divergências no depoimento de policiais que participaram da operação na favela Paraisópolis (zona oeste) que resultou em nove mortes e 12 feridos, trazem dúvidas sobre o verdadeiro estopim da confusão que levou ao pisoteamento das vítimas.

Documentos obtidos pela Folha, que trazem o depoimento de seis policiais que atuaram naquela noite, colocam em dúvida se a tragédia ocorreu em razão da suposta confusão provocada por disparos de criminosos, ou, em um segundo momento, por policiais militares que tentaram dispersar a multidão com uso de munição não letal.

Integrantes da cúpula da PM admitem que ainda não é possível dizer com certeza o momento exato dos pisoteamentos e somente ao término das investigações, com ajuda de exames periciais, será possível saber com certeza a cronologia do caso.(…)

Na Folha.

Sobre o autor

Reinaldo Azevedo, jornalista, é colunista da Folha e âncora do programa "O É da Coisa", na BandNews FM. É autor de "Contra o Consenso", "O País dos Petralhas I e II", "Máximas de um País Mínimo" e "Objeções de um Rotweiler Amoroso".

Sobre o blog

O "Blog do Reinaldo Azevedo" trata principalmente de política; envereda, quando necessário — e frequentemente é necessário —, pela economia e por temas que dizem respeito à cultura e aos costumes. É uma das páginas pessoais mais longevas do país: vai completar 13 anos no dia 24 de junho.

Reinaldo Azevedo