Topo
Reinaldo Azevedo

Reinaldo Azevedo

Advertência dos números 2: imensa massa de 42.465.941 de eleitores não quiserem saber nem de um candidato nem de outro. Cuidado!

Reinaldo Azevedo

2029-10-20T18:08:18

29/10/2018 08h18

É bom porque ainda que haja muita gente por aí a se oferecer para disputar o voto do eleitor se dizendo um não-político, a desesperança persistiu em muitos milhões. Os brancos (2,14%) e nulos (7,43%) somaram 9,57% dos votos no segundo turno: uma massa imensa de 11.094.674, maior do que a diferença que separou Jair Bolsonaro de Haddad: 10.756.849 pessoas. Outras 31.371.267 pessoas simplesmente não quiseram nem aparecer no pleito: somam 21,3%. Estamos falando de 42.465.941 pessoas que trabalham (ou procuram emprego), pagam impostos, ficam indignadas, têm problemas como qualquer um de nós e simplesmente não se sentem representadas por nenhum dos dois candidatos. Ou, então, estão mesmo descrentes da política. Nem uma polarização como essa — ou até por causa dela, sabe-se lá — foi capaz de movê-las para um candidato ou para o outro. Ocorre que toda essa gente também é alvo das políticas públicas implementadas pelo governo. Essas pessoas, note-se, podem até não votar. Mas, se preciso, sabem protestar.
Continua aqui

 

Sobre o autor

Reinaldo Azevedo, jornalista, é colunista da Folha e âncora do programa "O É da Coisa", na BandNews FM. É autor de "Contra o Consenso", "O País dos Petralhas I e II", "Máximas de um País Mínimo" e "Objeções de um Rotweiler Amoroso".

Sobre o blog

O "Blog do Reinaldo Azevedo" trata principalmente de política; envereda, quando necessário — e frequentemente é necessário —, pela economia e por temas que dizem respeito à cultura e aos costumes. É uma das páginas pessoais mais longevas do país: vai completar 13 anos no dia 24 de junho.

Mais Reinaldo Azevedo