Topo
Reinaldo Azevedo

Reinaldo Azevedo

APESAR DE VOCÊ 2: As mentiras sobre o dia 26. Ou: Perguntem a Paulo Guedes

Reinaldo Azevedo

2022-05-20T19:07:57

22/05/2019 07h57

Observem: apesar do esforço de última hora para maquiar o caráter das manifestações convocadas para o dia 26, a sua essência antidemocrática e golpista está dada. Os alvos são os Poderes constituídos da República. E, é bom que fique claro, aí se inclui também o Executivo, que não é constituído apenas pela Presidência da República. Aliás, esta não se resume à figura do presidente. E, não resta a menor dúvida, os que saírem às ruas estarão a exigir que um autocrata se imponha às instituições. "Ah, vamos cobrar a reforma da Previdência!" Mentira! Ou, então, essa gente estaria alinhada com Rodrigo Maia (DEM-RJ), presidente da Câmara. Em vez disso, o deputado é candidato a ser uma das Genis do berreiro histérico. Perguntem a Paulo Guedes, ministro da Economia, com quem ele tenta articular a aprovação de um texto ao menos razoável. Resposta: Maia. "Ah, vamos defender a MP 870, a da reforma administrativa". Mentira também! A principal alteração que o Congresso tende a fazer — e está correta — é devolver o Coaf à área da qual jamais deveria ter saído: a econômica. É assim na esmagadora maioria das democracias. De resto, que hipocrisia é essa? Os Bolsonaros alimentam a ilusão de que, saindo o Coaf das mãos de Moro, vão diminuir os sortilégios da família no caso Fabrício Queiroz. Não vão, deixo claro. Estou evidenciando que o próprio presidente jamais anunciou a seus sectários ser essa uma questão pela qual valia a pena ir às ruas.
Continua aqui

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre o autor

Reinaldo Azevedo, jornalista, é colunista da Folha e âncora do programa "O É da Coisa", na BandNews FM. É autor de "Contra o Consenso", "O País dos Petralhas I e II", "Máximas de um País Mínimo" e "Objeções de um Rotweiler Amoroso".

Sobre o blog

O "Blog do Reinaldo Azevedo" trata principalmente de política; envereda, quando necessário — e frequentemente é necessário —, pela economia e por temas que dizem respeito à cultura e aos costumes. É uma das páginas pessoais mais longevas do país: vai completar 13 anos no dia 24 de junho.

Mais Reinaldo Azevedo