PUBLICIDADE
Topo

Pau no Congresso, no STF e na imprensa. Moro expressa gratidão. Surpresa?

Reinaldo Azevedo

26/05/2019 21h17

Escrevi na manhã deste domingo três posts sobre movimentos autoritários que andam por aí. E apontei a matriz: Sérgio Moro, o chefe do que chamo "Papol" — Partido da Polícia.

Pois é… O ex-juiz foi ao Twitter comemorar os "protestos a favor" do governo. Entre outras coisas, escreveu aquele que ainda não se descolou do projeto de concorrer à sucessão de Bolsonaro:
"Festa da democracia. Povo manifestando-se em apoio ao Pr Bolsonaro, Nova Previdência e ao Pacote anticrime. Sem pautas autoritárias. Povo na rua é democracia. Com povo e Congresso, avançaremos. Gratidão".

Sem dúvida. Brasil afora, fingiu-se um apoio à reforma da Previdência, mas o que animava mesmo boa parte da turma e dos discursos era o ataque ao Congresso, ao Supremo e à imprensa.

Moro não acha essa pauta autoritária.

Moro acha que isso é festa da democracia.

Moro demonstra gratidão.

Alguns podem estar surpresos.

Eu não.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre o autor

Reinaldo Azevedo, que publicou aqui o primeiro post no dia 24 de junho de 2006, é colunista da Folha e âncora do programa “O É da Coisa”, na BandNews FM.

Sobre o blog

O "Blog do Reinaldo Azevedo" trata principalmente de política; envereda, quando necessário — e frequentemente é necessário —, pela economia e por temas que dizem respeito à cultura e aos costumes. É uma das páginas pessoais mais longevas do país: vai completar 13 anos no dia 24 de junho.